13/05/2017 É notícia com a ABCCC

Heredera del Camino vence a 25ª Marcha de Resistência de Jaguarão

Foto: Divulgação/ABCCC

Heredera del Camino com Alberto Araújo
Heredera del Camino com Alberto Araújo

Carregando a tradição de quem realiza, há 25 anos, o mais duro teste físico da raça, o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Jaguarão/RS promoveu entre os dias 29 de abril e 13 de maio a edição de 2017 da sua Marcha de Resistência. A seletiva, que neste ano homenageou o ferreiro uruguaio Maestro Damaso Delgado, encerrou com uma disputa acirrada, definida nos últimos quilômetros, com diferença de pouco mais de um minuto entre o primeiro e o segundo colocado.

Apesar do mau tempo nos últimos dias, a etapa decisiva da prova reuniu bom púbico no Parque do Sindicato Rural do município, e teve transmissão ao vivo via rádio. Quem acompanhou a conclusão da Marcha, pode prestigiar uma chegada emocionante que mesmo depois da virada dos últimos 20 quilômetros ainda apontava pelo menos quatro candidatos ao topo do pódio. No final, o conjunto vencedor foi a égua maior de sete anos, Heredera del Camino, montada por Alberto Patron Araújo, e exposta por Paulo Sampaio de Almeida Prado, Onécio Prado Júnior e Adolfo Júlio, com o tempo total de 67:25:30.

Em segundo lugar ficou a égua da mesma categoria, Jurubeba do Rincão da Querência, montado pelo seu expositor Luis Umberto Silva Rodrigues, seguida pela campeã na categoria fêmeas abaixo de sete anos, Anguila Rumbeadora, montada por Roger Silveira, de propriedade de Paulo Sampaio de Almeida Prado. O melhor macho castrado da prova foi Império do Rincão da Querência, de Luis Umberto Silva Rodrigues, montada por Selton Martins. Nenhum macho inteiro concluiu a seletiva. Acesse aqui a planilha com o resultado completo.

O conjunto vencedorer, Heredera del Camino e Alberto Patron Araújo, ainda conquistou dois dos prêmios especiais: o de melhor animal em condições de seguir marchando e o de melhor ginete da marcha. O animal escolhido como o de melhor lombo foi a égua Anguila Rumbeadora e os melhores aprumos foram conferidos a Ramon Trigo Sombra. O selo de raça foi entregue a Criança Corralera e o melhor companheiro da marcha foi o ginete Tomas Souza.

A 25ª Marcha de Resistência de Jaguarão contou com a atuação da Comissão Veterinária formada por Vinícius Rosa, Hélio Affonso, Rafaela Jacques, Luisa Ramos, Luiz Pedro Albuquerque e Carlos Casas. O ferreiro oficial foi Winston Gallo e o tropilheiro Walmir Chagas. O técnico da ABCCC e presidente do Núcleo de Jaguarão, Luciano Passos, supervisionou a prova, que teve também a presença do coordenador técnico da Subcomissão de Resistência da ABCCC, Carlos Sá Azambuja.

Redator: Douglas Saraiva/ABCCC

Comente essa notícia