12/04/2017 Geral

Leilões do Bocal de Ouro ultrapassam os R$ 4 milhões em faturamento

Foto: Divulgação

Em cinco leilões da raça Crioula realizados durante o Bocal de Ouro, entre 5 e 9 de abril, o faturamento total foi de R$ 4,15 milhões. Os remates, todos a cargo da Trajano Silva Remates no Tatersal do Cavalo Crioulo do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), tiveram uma média de R$ 20,2 mil na venda de 220 lotes, entre animais, cotas e coberturas, com grandes destaques de comercialização ao longo do evento

 
Conforme o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, o resultado dos eventos foi satisfatório, especialmente pela liquidez e as médias alcançadas, reforçando os vendedores que levam genética comprovada para as pistas. "Foi um ciclo de leilões muito positivo, pois vendemos praticamente todos os animais. Este é um sinal que reflete que há liquidez e procura, e nos deixa muito animados do que vem pela frente", salienta.
 
Silva destaca também a entrada de novos compradores nos leilões, mostrando que existe uma tendência de ampliação de estreantes na raça Crioula, não só como criadores mas também de usuários, especialmente nas regiões de fomento no país. "Tivemos muita gente nova comprando e gente com potencial também investindo na raça, com muitos lances vindos do Norte e Centro do Brasil e formando manadas grandes", observa.
 
O lote mais valorizado de todos os leilões foi a égua Las Misiones Lembranças, mãe da terceira melhor fêmea da Expointer 2012 e recorde de comercialização na feira, Las Misiones Que Guapa, comercializada no leilão de Liquidação de Matrizes da cabanha Las Misiones, no domingo, dia 9 de abril, pelo valor de R$ 200 mil. Outro destaque foi a venda da égua PO Gata Negra, filha do garanhão Equador de Santa Edwiges, que saiu pelo valor de R$ 125 mil no evento da Don Marcelino, realizado na sexta-feira, 7 de abril.

 



Redator: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Comente essa notícia

Notícias relacionadas

Notícias que outros visitantes visualizaram